0800 777 2050
(34)
(34)99982-0644
(34)98400-8040
(34)99214-8470
(34)99870-1035(EMERGÊNCIA)
Ok
Vida Nova
Teologias Contemporâneas
veja mais fotos
Teologias Contemporâneas
Teologias Contemporâneas
Teologias Contemporâneas
Teologias Contemporâneas
De: R$ 75,42
Por 3 x de:
R$ 22,35
ou em ate 6x no cartão
O que teólogos tão polêmicos quanto Karl Barth, Dietrich Bonhoeffer, Wolfhart Pannenberg e Gustavo Gutiérrez têm em comum? Se você não sabe a resposta, não pode deixar de ler esta obra, nela os autores oferecem uma crítica bastante pertinente das principais teologias contemporâneas. A novidade desta edição em português é o acréscimo de um apêndice escrito pelo teólogo e filósofo Jonas Madureira. Nesse apêndice, é apresentada a teologia de Carl F. H. Henry, considerado por Billy Graham como o mais importante teólogo do evangelicalismo.
Páginas: 272
Peso: 0.330
Tamanho: 14 x 21
Edição: 2011
Volume: 1
isbn: 978-85-275-0464-5
Ano Lançamento: 2011

O que teólogos tão polêmicos quanto Karl Barth, Dietrich Bonhoeffer, Wolfhart Pannenberg e Gustavo Gutiérrez têm em comum? Se você não sabe a resposta, não pode deixar de ler esta obra, nela os autores oferecem uma crítica bastante pertinente das principais teologias contemporâneas. A novidade desta edição em português é o acréscimo de um apêndice escrito pelo teólogo e filósofo Jonas Madureira. Nesse apêndice, é apresentada a teologia de Carl F. H. Henry, considerado por Billy Graham como o mais importante teólogo do evangelicalismo.


INTRODUÇÃO



De volta ao essencial: Karl Barth


 



PRATTELN É UMA ALDEIA SUÍÇA ÀS MARGENS DO Reno, a poucos quilômetros da Basileia, por onde passa a ferrovia com destino a Zurique. Um dia, um menino foi visitar seu avô, pastor de uma pequena paróquia de Pratteln. Em meio às suas brincadeiras, decidiu explorar as escadas do interior da igreja. Muitos anos depois, ele mesmo descreveria o que se passou na ocasião: “Quando subia, tateando a escadaria da torre da igreja mergulhada na escuridão, ele,sem querer, buscou apoio na corda do sino, em vez do corrimão. Apavorado, ouviu o repicar do grande sino acima dele, numa altura que todos, e não apenas ele, podiam ouvir”.O menino se transformou no homem tido como o maior teólogo do século XX. Até mesmo os não barthianos admitem que seu impacto sobre toda a teologia subsequente jamais foi igualado em seus dias.Karl Barth nasceu na Basileia, no dia 10 de maio de 1886, no seio de uma grande família profundamente dedicada à teologia e à pregação. Passou a juventude em Bern, onde seu pai lecionava teologia. Seus estudos o levaram da universidade, em Bern, às universidades alemãs de Tübingen, Marburg e Berlim. Depois de uma experiência crucial como pastor na aldeia de Safenwil, na Suíça, Barth lecionou teologia nas universidades alemãs de Göttingen, Münster e Bonn. Expulso desta última por se recusar a jurar lealdade a Hitler, voltou à Basileia onde ensinou teologia na universidade de 1935 até se aposentar, em 1962. Jamais concluiu um doutorado, embora fosse posteriormente agraciado com numerosos títulos honorários. Barth era um homem robusto e bem-humorado, mas tinha em geral um ar muito sério.Foi também um dos grandes aficionados do cachimbo no século XX. Morreu em 1968, aos 82 anos.


 

Matricule-se Agora!
Selecione os cursos de sua opção:
Ao preencher este formulário declaro que li e concordo com a Política de privacidade e o contrato de prestação de serviço deste Web Site.