0800 777 2050
(34)
(34)99982-0644
(34)98400-8040
(34)99214-8470
(34)99870-1035(EMERGÊNCIA)
Ok
Vida Nova
Série Crescimento Espiritual - Vol. 5 - Adoração: 8 Estudos Para Desenvolvimento Individual ou em Grupo
veja mais fotos
Série Crescimento Espiritual - Vol. 5 - Adoração: 8 Estudos Para Desenvolvimento Individual ou em Grupo
Série Crescimento Espiritual - Vol. 5 - Adoração: 8 Estudos Para Desenvolvimento Individual ou em Grupo
Série Crescimento Espiritual - Vol. 5 - Adoração: 8 Estudos Para Desenvolvimento Individual ou em Grupo
Série Crescimento Espiritual - Vol. 5 - Adoração: 8 Estudos Para Desenvolvimento Individual ou em Grupo
Autor (es):
De: R$ 16,20
Por 3 x de:
R$ 4,80
ou em ate 6x no cartão
Por que adoramos?
Será que fazemos isso simplesmente porque a adoração faz parte do culto na igreja, ou porque faz nascer um louvor genuíno em nosso coração? A Bíblia nos fornece uma imagem clara do que se trata ou não a adoração. E estes oito estudos nos ensinam como adorar com toda a nossa a vida, conduzindo-nos ao âmago da questão: o caráter do Deus que nos ama.
Páginas: 64
Peso: 0.075
Tamanho: 14 x 21
Edição: 2008
Volume: 1
isbn: 978-85-88315-75-4
Ano Lançamento: 2008

Por que adoramos?
Será que fazemos isso simplesmente porque a adoração faz parte do culto na igreja, ou porque faz nascer um louvor genuíno em nosso coração? A Bíblia nos fornece uma imagem clara do que se trata ou não a adoração. E estes oito estudos nos ensinam como adorar com toda a nossa a vida, conduzindo-nos ao âmago da questão: o caráter do Deus que nos ama.




Sumário


 


Obtendo o máximo da Adoração................................................7


1- Satisfação da alma — Salmo 63.............................................11


2- Para sempre — Êxodo 24.1-11...............................................14


3- Misericórdia sim, não sacrifício — Salmo 50..............................17


4- Quebrado por você — Marcos 14.1-11.....................................21


5- Plantio de louvor — Isaías 61.1-11.........................................25


6- Tudo para Jesus — Lucas 20.20-26, 45-47; 21.1-4 29..............29


7- Adoração viva — Romanos 12.1-8..........................................32


8- Nossos desejos realizados — Apocalipse 21.1-8.......................35


Observações para o líder..........................................................38




Introdução




Obtendo o máximo de Adoração




 


Quando falamos de adoração, o que queremos dizer com isso?Talvez se pense nos encontros semanais com outros cristãos ou, mais especificamente, sobre cantar para Deus – aspectos importantes da adoração. Com freqüência, o canto é mencionado na Bíblia como uma maneira digna de louvar a Deus. Observe a versão do Salmo 66 de Eugene Peterson: [Deus] converteu o mar em terra seca; os viajantes atravessaram o rio a pé. Bem, isso não seria um motivo para uma canção? (The Message) Gosto muito de entrar na presença de Deus por meio de cânticos, pois, conforme gosto de pensar, usam um vernáculo celestial. Com freqüência, a música nos eleva a um plano transcendente, e, certamente, uma das funções da adoração é preparar-nos para o céu. Cantar é também universal; toda cultura canta, e todas as culturas estarão representadas na adoração eterna da qual participaremos juntos (Ap 7). Certa vez, ouvi Thomas Avery, etnomusicologista junto à equipe da Wycliffe Bible Translators [WBT],ilustrar como a adoração se desenvolveu entre os fiéis de Canela, no Brasil. Depois que o povo recebeu o evangelho pelos membros da WBT, Thomas os ajudou a compor músicas de adoração em sua própria língua e estilo. Um homem de Canela se aproximou do tradutor bíblico, com lágrimas nos olhos, e disse: “O senhor nos deu o livro no qual Deus fala conosco, mas seu amigo Tom nos deu canções pelas quais nós falamos com Deus”. O canto proporciona a muitos de nós uma maneira de se comunicar com Deus no plano da alma. Desse modo, a adoração inclui o encontro com outras pessoas para cantar, reverenciar e dedicar-nos mais uma vez a Deus; porém é mais do que isso. Os oito estudos neste manual se destinam a preencher essa lacuna a respeito do que seria esse “mais”. Antes de continuarmos, no entanto, veja algumas verdades fundamentais sobre a adoração como uma preparação do terreno. Espero que você as reveja diversas vezes durante o estudo. Primeiro, a adoração tem suas raízes no caráter e estabilidade de Deus. Diversas vezes no decorrer da história, Deus mostrou ao seu povo que é poderoso e detentor do amor (Sl 62.11,12): Ele está comprometido com nosso bem-estar e é capaz de cumprir tudo o que prometeu. Ele também deixou claro que almeja um relacionamento próximo conosco – com a profundidade de uma amizade íntima ou de um bom casamento. E expressa esse desejo na forma de alianças de amor (Dt 7.9,12) que ele faz com seu povo. Quando adoramos, estamos principalmente celebrando o amor intenso de Deus, um amor que não corre o risco de diminuir a cada falha de nossa parte, mas que durará por toda a eternidade, porque Deus nos prometeu dar a si mesmo a nós. Como líder de louvor, eu me esforço para crer que o amor de Deus por mim é duradouro – que não há nada que eu possa fazer que o leve a me amar menos ou mais. Graças sejam rendidas a Deus por sua Palavra que nos revela a quem adoramos. Sua Palavra diz que ele nos ama com um amor duradouro e que nos atrai continuamente com seu amor, aperfeiçoando-nos cada vez mais de modo que possamos nos unir aos outros irmãos em adoração a ele (Jr 31.3,4).Segundo, a adoração é sempre uma resposta à iniciativa de Deus e, ao mesmo tempo, tem o propósito de ser uma interação. A adoração não se trata apenas do que proporciono a Deus ou do que ele me proporciona: é entregar a Deus o que ele é digno de receber e  receber  mais de Deus. Se você é alguém que deseja mais de Deus, então a atitude de estudar e se desenvolver em adoração é um passo perfeito a ser dado.Muitas palavras diferentes em hebraico e grego foram traduzidas por “adoração” em nossas Bíblias, mas as mais freqüentes são as palavras  hawah,  do hebraico, e  proskyneo,  do grego; ambas significam “curvar-se”. Proskyneo deriva-se da prática de curvar-se para beijar os pés de alguém. Elas têm a conotação de reverência e submissão. Esses termos não são usados exclusivamente para a adoração a Deus, mas também para a adoração a ídolos. Não há nada sagrado nessas palavras por si mesmas; o que torna a adoração sagrada é o objeto da adoração e o coração do adorador. Nestes estudos, você aprenderá mais sobre isso.


 

Matricule-se Agora!
Selecione os cursos de sua opção:
Ao preencher este formulário declaro que li e concordo com a Política de privacidade e o contrato de prestação de serviço deste Web Site.