0800 777 2050
(34)
(34)99982-0644
(34)98400-8040
(34)99214-8470
(34)99870-1035(EMERGÊNCIA)
Ok
Vida Nova
Recado Para Ganhadores de Almas, um 2ª. Edição
veja mais fotos
Recado Para Ganhadores de Almas, um 2ª. Edição
Recado Para Ganhadores de Almas, um 2ª. Edição
Recado Para Ganhadores de Almas, um 2ª. Edição
Recado Para Ganhadores de Almas, um 2ª. Edição
De: R$ 23,22
Por 3 x de:
R$ 6,88
ou em ate 6x no cartão
Um recado para ganhadores de almas é a expressão da dedicação de Horatius Bonar ao ministério da Palavra. Nesta obra, ele não apresenta métodos de evangelização ou coisa parecida; sua preocupação está mais voltada para a vida do ministro de Deus
Páginas: 64
Peso: 0.066
Tamanho: 12,5 x 18
Edição: 2007
Volume: 1
isbn: 978-85-275-0381-5
Ano Lançamento: 2007

Um recado para ganhadores de almas é a expressão da dedicação de Horatius Bonar ao ministério da Palavra. Nesta obra, ele não apresenta métodos de evangelização ou coisa parecida; sua preocupação está mais voltada para a vida do ministro de Deus.




Sumário



Prefácio ...............................................07


1. A importância de um ministério vivo.....09


2. A verdadeira vida e o andar de um ministro...........17


3. Falhas do passado.............................25


4. Confissão ministerial .........................33


5. Avivamento no ministério ...................55





Introdução



“UNS POUCOS HOMENS BONS E FERVOROSOS podem fazer muito mais no ministério que uma multidão de homens mornos!”, disse Oecolampadius, reformador suíço, um homem que aprendeu por meio de sua experiência pessoal, registrando-a para o benefício de outras igrejas e de outras épocas.A mera multiplicação de homens que se autodenominam ministros não ajuda muito.Eles não passam de ornamentos.Eles podem ser como Acã, trazendo problemas para o acampamento; ou talvez como Jonas, trazendo tempestades. Podem ser ortodoxos na doutrina, mas esses ministros, por causa da incredulidade, da morbidez e do formalismo doentio, podem causar danos irreparáveis à causa de Cristo, levando ao esfriamento e fazendo murchar toda espiritualidade em volta deles. O ministro morno, ainda que em teoria ortodoxo, é fatalmente mais funesto para as almas que aqueles que são grosseiramente inconsistentes ou claramente heréticos. “Que homem sobre a face da terra é tão pernicioso quanto um ministro fútil e preguiçoso?”, disse Cecil. E Fletcher, que observou bem esse ponto quando declarou que “pastores mornos geram cristãos desleixados”. Será que essa multiplicação de ministros, a despeito de seu grande número, pode ser considerada uma bênção para o povo?A Igreja de Cristo, em todas as suas facetas denominacionais, deve retornar ao exemplo da igreja primitiva e andar de acordo com as pegadas apostólicas, a fim de buscar uma conformação maior com os modelos inspirados e de não permitir que nada pertinente às coisas deste mundo se interponha entre ela e o Cristo vivo, o Cabeça; e só nesse momento ela pode voltar seus olhos aos homens que designou para cuidar das almas; homens estes que, além de bem instruídos e capazes, devem ser distinguidos pela sua espiritualidade,pelo seu zelo, pela sua fé e pelo seu amor.O biógrafo de Baxter, ao fazer uma comparação entre Baxter e Orton, observa que “Baxter colocaria fogo no mundo,enquanto Orton acenderia um fósforo”. Quão verdadeiro! Mas isso não é verdade apenas no que concerne a Baxter e a Orton.Esses dois indivíduos representam dois tipos de atitudes existentes na Igreja de Cristo, em todas as épocas e em quaisquer denominações. O segundo tipo, representado por Orton, é o mais numeroso: os Ortons podem ser contados às centenas, mas os Baxters, às dezenas; mesmo assim, quem não preferiria uma única cópia do primeiro em vez de mil cópias do outro?


Matricule-se Agora!
Selecione os cursos de sua opção:
Ao preencher este formulário declaro que li e concordo com a Política de privacidade e o contrato de prestação de serviço deste Web Site.