0800 777 2050
(34)
(34)99982-0644
(34)98400-8040
(34)99214-8470
(34)99870-1035(EMERGÊNCIA)
Ok
Vida Nova
Como Evangelizar sua Família
veja mais fotos
Como Evangelizar sua Família
Como Evangelizar sua Família
Como Evangelizar sua Família
Como Evangelizar sua Família
Autor (es):
De: R$ 52,02
Por 3 x de:
R$ 15,41
ou em ate 6x no cartão
Por que parece mais fácil compartilhar o evangelho com estranhos do que com sua família?
Muitos cristãos "apanham" quando o assunto é evangelismo. Muitas vezes não sabem agir com naturalidade ou sentem-se derrotados por não ter coragem de evangelizar, sobretudo os parentes e as pessoas mais próximas.Neste livro a reflexão teológica se mescla à prática. Em cada capítulo o leitor descobrirá:preciosos insights extraídos das Escrituras,histórias de pessoas que foram surpreendidas com a graça de Deus,passos concretos que o ajudarão a trazer o evangelho para sua família.
Páginas: 208
Peso: 0.239
Tamanho: 14 x 21
Edição: 2012
Volume: 1
isbn: 978-85-275-0499-7
Ano Lançamento: 2012


Por que parece mais fácil compartilhar o evangelho com estranhos do que com sua família?


Muitos cristãos “apanham” quando o assunto é evangelismo. Muitas vezes não sabem agir com naturalidade ou sentem-se derrotados por não ter coragem de evangelizar, sobretudo os parentes e as pessoas mais próximas.Neste livro a reflexão teológica se mescla à prática. Em cada capítulo o leitor descobrirá:preciosos insights extraídos das Escrituras,histórias de pessoas que foram surpreendidas com a graça de Deus,passos concretos que o ajudarão a trazer o evangelho para sua família.O autor conhece bem as complexidades e consequências dessa tarefa tão importante. Como judeu messiânico, Randy Newman já levou muitos membros de sua família a Cristo.


 


SumárIo


Agradecimentos..........................................009


Introdução..............................................011


1.Família:bem-aventurança,porém um fardo................021


2.Graça:surpreendente,porém chocante....................047


3.Verdade:libertadora,porém limitadora..................071


4.Amor:sempre almejado,porém raramente transmitido......199


5.Humildade:modelada por Deus,porém difícil de encontrar............125


6.Tempo:libertador, porém passageiro................................149


7.Eternidade: confortante,porém aterrorizante.......................175


Epílogo.............................................................201


 


Introdução 


 


Quando contei a um amigo que eu estava escrevendo um livro sobre testemunhar para a família, ele me disse que tinha títulos


perfeitos para os capítulos:


Capítulo 1: Não faça isso!


Capítulo 2: Não faça isso!


Capítulo 3: Você achou que eu estivesse brincando?


Capítulo 4: Ore para que outra pessoa faça isso


Capítulo 5: Revise os capítulos 1, 2 e 3


Então ele contou várias histórias, em primeira mão,de como não testemunhar para a família.E ele tinha mais de onde vieram aquelas. Desde então, muitos outros ofereceram os mesmos tipos de ilustrações. Aparentemente,histórias de horror superam histórias de sucesso.Isso não me deteve. Na verdade, impulsionou-me a escrever este livro com um sentimento de urgência.Desde o meu primeiro livro, Questioning Evangelism [Questionando o evangelismo],publicado em 2004,Deus me deu muitas oportunidades de falar sobre testemunho. Durante o período aberto para perguntas que segue minhas apresentações,as questões sobre como alcançar a família com o evangelho sempre têm sido as mais frequentes e dolorosas.As pessoas querem saber como podem conquistar seus entes queridos com as boas-novas. Após minhas apresentações, elas vêm me contar,em meio a lágrimas, sobre o pai ateu, ou a mãe amargurada, ou o irmão homossexual, ou a irmã viciada em drogas, ou a filha enganada por uma seita, ou o primo desviado,e por aí vai.Alguns contam sobre membros da família que já foram firmes na fé. A história é sempre algo como: “Fomos criados em um lar cristão maravilhoso, mas agora meu irmão não quer nem saber de Deus”. Às vezes, o drama se move na direção oposta: “Fui criada no judaísmo (ou no islamismo ou no hinduísmo ouComo evangelizar sua família 12 no budismo) e me converti na faculdade. Meus pais quase me repudiaram”. Às vezes, o repúdio acontece de fato. Uma mulher me contou que o pai dela, um sacerdote hindu, alertou-a: “Se você chegar a pisar em uma igreja de novo, vou me matar”. (Veremos


mais a respeito da situação dessa mulher logo adiante.)Em alguns casos os “pródigos” fugiram de um lar cristão e agora chafurdam na lama (ou nas drogas, ou no sexo ou em qualquer outro estrago que o Diabo encontra para eles).Em outros ambientes aqueles que se tornaram cristãos são considerados os rebeldes! Mas entre um caso e outro, a intensidade de dor é quase igual.Meu propósito neste livro é oferecer esperança. Considere o fato de que as Escrituras muitas vezes descrevem a obra de Deus na salvação como um milagre. Ele “deu vida” ao que antes estava morto (Ef 2.1-5); “ele nos tirou do domínio das trevas” (Cl 1.13) e explicou que isso “é impossível para os homens, mas para Deus tudo é possível” (Mt 19.26). Quando percebemos que o evangelismo ocorre no campo do sobrenatural, começamos a orar com mais fidelidade, confiamos de todo coração e proclamamos de forma mais amável. Quando abandonamos a confiança em nossa capacidade de persuadir e nos agarramos ao poder de Deus para salvar, encontramos esperança além da explicação.No processo de pesquisar esse tema, entrevistei dezenas de cristãos com histórias para contar — algumas com final feliz, algumas com outros tipos de final e outras ainda esperando para ver como tudo vai acabar. Neste livro eu compartilho algumas dessas histórias. Todas elas, independentemente da reação de parentes não salvos, trazem consigo lições encorajadoras.Deixe-me começar contando uma de minhas histórias favoritas. Cresci em uma família judia e vim a crer em Jesus como o Messias quando eu estava no segundo ano na faculdade. Isso significa que tenho uma mãe judia. Todas aquelas piadas sobre mães judias que você já ouviu são verdadeiras... mas não são engraçadas. Contar aos meus pais judeus que agora eu abraçara o cristianismo (que eles consideravam “a fé dos nazistas”) não foi tarefa fácil. Eles responderam educadamente, mas não tenho ideia do que disseram um ao outro depois que desligamos o telefone.(E,por falar nisso,contar aos familiares sobre sua nova fé pessoal-13 introdução mente — cara a cara — é muito melhor do que contar pelo telefone.Eu era um covarde.)Por terem orgulho de se considerarem verdadeiros liberais,meus pais(meu pai ficou em silêncio ao telefone enquanto apenas minha mãe falava) simplesmente me disseram que estavam felizes por mim. Em um tom que só uma mãe judia poderia expressar,“estou feliz” soou mais como “você acabou comigo”.O que se seguiu foram dois pedidos e três desejos que nunca vou esquecer:Primeiro pedido: Não conte à vovó nem ao vovô. Segundo pedido:Fique longe do seu irmão mais novo.Primeiro desejo: Esperamos que você não se una a nenhuma seita no Colorado.Segundo desejo: Esperamos que você não tente mudar o mundo. Terceiro: Esperamos que você não raspe a cabeça.


 


Endosso


 


“Newman deu-nos um livro bem escrito, repleto de sabedoria sobre como realizar uma tarefa muito difícil — testemunhar a nossos próprios familiares. As páginas são claras,inteligentes, honestas, bem-humoradas e convincentes. As histórias de sucessos e fracassos na evangelização no lar são de forte impacto. As sugestões de principais perguntas e as ideias sobre como compartilhar a fé, no final dos capítulos, são excelentes. Creio que Deus usará este livro maravilhoso para levar muitos de seus familiares a Cristo.”RobeRt PeteRson, professor de Teologia Sistemática, Covenant Theological Seminary “Bringing the gospel home mantém sua promessa de dar esperança aos cristãos que anseiam por ver os membros de sua família virem a Cristo.Newman constrói sua abordagem sobre uma sólida teologia, oferece bons conselhos e enfatiza suas ideias com histórias ricas que conectam a mente e o coração na arte de trazer pessoas a Jesus.Os métodos deste livro,embora focalizados em ganhar membros da própria família para Jesus,são facilmente transferíveis para compartilhar o evangelho com qualquer pessoa. Recomendo este livro a todos os que desejam aumentar suas habilidades em levar as boas-novas a outros.”JeRRy Root, professor adjunto de Evangelismo e Liderança,Wheaton College; coautor The Sacrament of Evangelism [O sacramento do evangelismo]“Ao pastorear em uma cidade que pode ser política a ponto de ser polêmica e diplomática a ponto de ser enganosa, tenho a tendência de perceber as pessoas que abraçam uma abordagem de amor e de verdade.Randy Newman é uma dessas pessoas. E sua habilidade em compartilhar o evangelho é exemplar. Aqui, Newman nos mostra como testemunhar corajosamente e de forma vitoriosa aos membros de nossa família não cristãos. Muitos serão beneficiados com a leitura deste livro.”John yates, Reitor, The Falls Church, Falls Church, Virginia“Newman tem desafiado e encantado o público geral como palestrante de destaque em conferências sobre apologética patrocinadas pela Evangelical Philosophical Society [Sociedade Evangélica de Filosofia]. Sua abordagem ao evangelismo é uma mistura maravilhosa de fé ponderada e de profunda compaixão pelas pessoas. Você será inspirado por suas ideias.”William lane CRaig, um dos mais destacados apologétas de nosso tempo, autor de diversos livros publicados por Edições Vida Nova.“Este é um título assustador. Mas, se você acha que tem uma história para contar sobre família versus fé, ouça a história do próprio Randy e outras que ele juntou aqui. E ouça suas reflexões sábias e esperançosas. Elas irão ajudá-lo a sair da imobilidade em que se encontra.”C. John sommeRville, professor emérito de História Inglesa,Universidade da Flórida; autor de How the News Makes Us Dumb [Como as notícias da mídia nos tornam bobos]“Ouvir envolve tanto persuasão — talvez mais — quanto explicação.Newman mostra como podemos engajar nossa família de forma sábia,respeitosa e unicamente com a graça e a verdade que podem transformar vidas pela eternidade.Apresentar nossos amados a Jesus pode ser tão difícil quanto imperativo. Bringing the gospel home nos fornece um guia de viagem de fácil utilização.”RobeRt sChWaRzWaldeR, vice-presidente sênior, Family Research Council. 


 


 

Matricule-se Agora!
Selecione os cursos de sua opção:
Ao preencher este formulário declaro que li e concordo com a Política de privacidade e o contrato de prestação de serviço deste Web Site.