0800 777 2050
(34)99895-5192
(34)99982-0644
(34)98400-8040
(34)99214-8470
(34)99870-1035(EMERGÊNCIA)
Ok
Notícias

Quer ganhar 1 curso de teologia grátis?
Então me chame no Whatsapp

Papa Francisco torna obrigatório denunciar os abusos sexuais

O papa Francisco divulgou nesta quinta-feira normas mais rígidas que obrigam os padres e religiosos a denunciar qualquer suspeita de agressão sexual ou assédio, bem como todo o encobrimento de tais atos pela hierarquia católica.

Todas as dioceses do mundo deverão implementar dentro de um ano um sistema acessível ao público para apresentar relatórios sobre as denúncias de potenciais casos de abusos sexuais, que serão examinados em um prazo de 90 dias.

Essas decisões foram tomadas em um “motu proprio”, ou seja, uma carta emitida diretamente pelo papa, que modifica a legislação interna da Igreja (o direito canônico).

O sumo pontífice desejou, no entanto, que o segredo da confissão continue absoluto, o que exclui, portanto, uma denúncia de fatos reportados por um fiel no confessionário.

Na introdução desta carta apostólica intitulada “Vos estis lux mundi” (“Vós sois a luz do mundo”), o papa Francisco ressalta que os “crimes de abuso sexual ofendem Nosso Senhor, causam danos físicos, psicológicos e espirituais às vítimas e lesam a comunidade dos fiéis”.

“Por isso, é bom que se adotem, a nível universal, procedimentos tendentes a prevenir e contrastar estes crimes que atraiçoam a confiança dos fiéis”, aponta o pontífice.

“Para que tais fenômenos, em todas as suas formas, não aconteçam mais, é necessária uma conversão contínua e profunda dos corações, atestada por ações concretas e eficazes que envolvam a todos na Igreja”, comenta.

– ‘Material de pornografia infantil’ -O texto condena toda violência sexual, dando ênfase aos crimes cometidos contra crianças e pessoas vulneráveis. Inclui, portanto, os casos de violência contra religiosas por seus superiores, ou assédio de seminaristas e noviças.

Ele ressalta ainda que é proibido produzir, exibir, armazenar e distribuir “material de pornografia infantil”.

A hierarquia da Igreja também está proibida de conduzir “ações ou omissões tendentes a interferir ou contornar as investigações civis ou as investigações canônicas, administrativas ou criminais, contra um clérigo ou um religioso”, especifica a carta.

 

Está gostando desse conteúdo?

Cadastre seu email no campo abaixo para ser o primeiro a receber novas atualizações do site.

Fique atualizado! Cadastre para receber livros, CDs e revistas promocionais.

As dioceses ou eparquias (Igrejas orientais), “individualmente ou em conjunto, devem estabelecer, dentro de um ano a partir da entrada em vigor destas normas, um ou mais sistemas estáveis e facilmente acessíveis ao público para apresentar as assinalações, inclusive através da instituição duma peculiar repartição eclesiástica”, precisa o texto.

Esse tipo de sistema já existe em alguns países, como Estados Unidos, mas o papa torna a iniciativa obrigatória em todo o mundo. A forma desses sistemas de alerta não foi esclarecida, porém, na carta.

“O motu proprio demonstra que o papa Francisco espera avanços drásticos e exaustivos”, comentou o cardeal Daniel DiNaro, chefe da Conferência Episcopal americana, país onde milhares de pessoas denunciaram abusos.

Até o presente momento, os clérigos e religiosos denunciavam os casos de violência de acordo com sua consciência pessoal. A grande novidade do texto: o papa torna juridicamente vinculativo em toda a Igreja a denúncia de abusos sexuais “no menor tempo possível” por padres e religiosos. Os leigos que trabalham para a Igreja são encorajados a denunciar casos de abuso e assédio.

Quando as suspeitas estiverem relacionadas a pessoas em posição hierárquica, incluindo cardeais, patriarcas e bispos, a notificação pode ser enviada diretamente para a Santa Sé ou a um arcebispo metropolitano.

A legislação da Igreja ainda não conta com uma obrigação de comunicar esses crimes às autoridades judiciais do país, a menos que as leis do país façam disso uma obrigação. Na Itália, por exemplo, o clero não tem obrigação de denunciar os casos de abuso sexual à justiça.

O motu proprio, que também detalha as regras do processo de investigação, também não modifica as sanções já previstas pela lei canônica.

Francisco pediu em fevereiro medidas “concretas e eficazes” no início de uma cúpula sem precedentes no Vaticano para lutar contra os crimes sexuais contra menores cometidos por membros do clero em resposta às vítimas.

Fonte: https://folhagospel.com/papa-francisco-torna-obrigatorio-denunciar-os-abusos-sexuais/


Qual sua opinião sobre esta noticia?
Deixe seu Comentário abaixo:
(*)Campos obrigatórios, e-mail e telefone não serão publicados)
Notícias de Líderes
Pastor Gilmar Santos
Pastora Helena Tannure
Pastor Billy Graham
Pastor Aluizio Silva
Pastora Sarah Sheeva
Pastor Jorge Linhares
Pastor Paulo Marcelo
Pastor Abílio Santana
Missionário David Miranda
Pastor Samuel Mariano
Pastora Joyce Meyer
Apóstolo Estevam Hernandes
Apóstolo César Augusto
Pastor Carvalho Junior
Missionário RR Soares
Pastor Hidekazu Takayama
Pastora Bianca Toledo
Bispa Lucia Rodovalho
Apóstolo Valdemiro Santiago
Bispa Sonia Hernandes
Pastor Claudio Duarte
Apóstolo Renê Terra Nova
Pastor Josué Gonçalves
Pastor Cesino Bernardino
Pastor José Wellington Bezerra da Costa
Pastor Marco Feliciano
Pastor Yossef Akiva
Bispa Cléo Ribeiro Rossafa
Pastor Elson de Assis
Pastor Julio Ribeiro
Pastor Benny Hinn
Apóstolo Agenor Duque
Pastor Geziel Gomes
Pastor Samuel Ferreira
Pastor Lucinho
Pastor Reuel Pereira Feitosa
Bispa Ingrid Duque
Pastor Silas Malafaia
Pastor Reuel Bernardino
Pastor Samuel Camara
Bispo Rodovalho
Pastor Gilvan Rodrigues
Pastor Adão Santos
Pastor Adeildo Costa
Pastor Márcio Valadão
Pastor Oseias Gomes

O Seminário Gospel oferece cursos livres de confissão religiosa cristã que são totalmente à distância, você estuda em casa, são livres de heresias e doutrinas antibiblicas, sem vinculo com o MEC, são monitorados por Igrejas, Pastores e Teólogos de Grandes Ministérios totalmente baseado na Santa Palavra de Deus, ao final você recebe DOCUMENTAÇÃO INTERNACIONAL valida no âmbito religioso.

Notícias de Cantores
Cantora Damares
Cantor Kleber Lucas
Cantora Lea Mendonça
Cantora Bruna Karla
Cantora Andrea Fontes
Cantora Alda Célia
Cantora Cristina Mel
Cantora Mara Lima
Cantora Ana Paula Valadão
Cantor Davi Sacer
Cantora Lauriete
Cantor André Valadão
Cantora Cassiane
Cantora Aline Barros
Cantor Irmão Lázaro
Cantora Karen Martins
Cantora Eyshila
Cantor Fernandinho
Cantora Rose Nascimento
Cantora Nivea Soares
Cantor Marquinhos Gomes
Cantor Mattos Nascimento
Cantora Elaine de Jesus
Banda Oficina G3
Voz da Verdade
Ministério Diante do Trono
Ministério Renascer Praise
Cantor Regis Danese
Cantora Shirley Carvalhaes
Cantora Fernanda Brum
Cantora Ludmila Ferber